O que é um ERP?

Entenda como um sistema de gestão integrada pode revolucionar o funcionamento de uma empresa.

O Sistema de Gestão Empresarial, ERP, sigla em inglês para Enterprise Resource Planning, é um software corporativo que, por meio de módulos, integra dados de uma empresa para garantir um fluxo de informações entre todos os departamentos. O objetivo é controlar e armazenar os dados de todos os processos e, com isso, aumentar a produtividade da equipe e dar uma base confiável de informações para possibilitar uma gestão estratégica com tomada de decisões mais assertivas.

COMO FUNCIONA?

Para integrar departamentos, o ERP é estruturado por meio de módulos que, quando conectados, sincronizam as informações de várias áreas em um só sistema. Isso gera um fluxo de dados valioso, pois diminui erros evitando o retrabalho, otimiza processos e gera informações que garantem um planejamento eficaz.

“O ERP pode ser estruturado sob duas perspectivas: a horizontal e a vertical.”
VAMOS ENTENDER?

PERSPECTIVA HORIZONTAL

Formada por módulos básicos e mais abrangentes para empresas que não exigem processos específicos. Esses módulos são comuns e necessários para os mais diferentes tipos de companhias. Por exemplo,  o módulo contábil, financeiro, entre outros.

PERSPECTIVA VERTICAL

Trabalha com módulos específicos para cada segmento de mercado, como exemplo temos a gestão de grandes fortunas, gestão hospitalar, de acervos, gestão ambiental, entre outros. Nesses casos, os sistemas contam com processos próprios de cada mercado, particularidades necessárias para a gestão de determinado tipo de negócio.

O sistema armazena todos os dados da empresa, organizando suas informações para garantir maior praticidade aos processos. Tudo é documentado e contabilizado para permitir a avaliação de cada estratégia de negócio.

Os módulos trabalham em sincronia e as informações não são perdidas de um departamento para o outro.

Com ele, é possível ter relatórios personalizados para agilizar a tomada de
decisões e gerenciar a sua empresa de uma maneira que nunca foi possível antes.

TRANSPARÊNCIA E FLUIDEZ NOS PROCESSOS

Será possível identificar qual departamento dá lucro, qual gera prejuízo, confrontar dados de loja, estoque, pagamentos a serem feitos e contas a receber, além de ter relatórios personalizados com o resultado da empresa e previsões do que está por vir.
Mas e na prática, como tudo isso funciona?

Os fluxos do ERP são diversos e variam de acordo com o segmento da empresa e até com funcionalidades. No exemplo abaixo, de uma empresa varejista, o fluxo de venda de um produto se inicia no CRM, em que toda relação com o cliente é registrada na forma de indicadores para apoiar as vendas. Quando um pedido é recebido, o sistema checa no estoque se o produto está disponível.
Nessa etapa, existem dois cenários possíveis:

Percebeu como será mais fácil tomar decisões a partir das informações disponíveis?

Conheça os benefícios de um ERP

  • Controle financeiro

    As informações disponíveis em tempo real simplificam o controle financeiro. É possível ter acesso aos valores de entrada, saída e a receber, gastos por departamento, pontos de lucro e prejuízo, o que garante segurança para planejar os próximos passos.

  • Segurança das informações

    O ERP conta com uma base de dados na qual informações confidenciais de uma empresa e seus clientes ficam armazenadas em segurança. São utilizadas senhas individuais, é possível controlar os acessos dos usuários e o sistema mantém ainda um histórico de uso.

  • Controle tributário

    Os sistemas ERP são um braço direito quando chega a hora das entregas tributárias obrigatórias, porque estão programados conforme a legislação vigente. As chances de perder o prazo ou declarar alguma informação inconsistente são reduzidas.

  • Custos reduzidos

    Com a visão ampla do ERP é possível prever prejuízos, comparar propostas de fornecedores e analisar despesas, visualizando a real demanda da área e fazendo ajustes estratégicos.

  • Resultado garantido

    O retorno do investimento do sistema é garantido, afinal, as empresas que implantam o ERP crescem 35% mais rápido. A integração de dados agiliza os processos, o que torna a empresa muito mais integrada e eficiente para satisfazer os clientes.

  • Gestão de dados e processos integrados

    Com a integração de departamentos, as informações são sincronizadas em todas as áreas, o que reduz o retrabalho e aumenta a produtividade da equipe. Além disso, os dados estão disponíveis automaticamente.

  • Processos otimizados

    As empresas que possuem um ERP são 10% mais produtivas, porque com a integração de dados os processos ocorrem de maneira mais ágil e rápida. As informações não ficam paradas e a gestão pode checar o andamento de uma etapa em tempo real.

  • Dados gerenciais inteligentes

    O sistema permite a geração relatórios personalizados para analisar resultados, receitas, lucros e gastos. As informações ficam disponíveis para o planejamento da empresa, facilitando o foco nas metas.

  • Agilidade na tomada de decisão

    O ERP gera um apoio estratégico confiável por meio de informações precisas disponíveis para tornar a tomada de decisão mais assertiva. Dessa forma, a empresa não corre o risco de ser pega de surpresa e consegue se antecipar de possíveis prejuízos, analisando o que pode ser feito durante a implantação de um projeto.

Confira a mensagem de Claudio Nasajon
sobre o ERP

Agora que você já entendeu como funciona o software, aproveite para conhecer o ERP Nasajon.

Preencha os seus dados abaixo e fale com um consultor: